Projecto Andriana I

Ela precisava, prementemente, mudar alguma coisa na sua vida. Gostava de viver novas emoções, ouvir novas canções, para sentir o constante borboletear na barriga. A ânsia por vivenciar novos sentimentos apertava-lhe o peito. Não perdera aquele jeito, de tudo viver com intensidade. Verdade? Uma noite, marcada pela luz da lua e das estrelas, a rapariga pressentiu um olhar, ligeiramente enternecido, direccionado para si. A sua ânsia só aumentava. Uma voz sussurrava. Que intensidade era aquela? A certeza de que merecia mais e melhor tomou conta dela. A tristeza invade o seu coração. Começa toda aquela palpitação. Sem saber o que fazer, decidiu fitar aquele vulto, escondido na escuridão. O que adviria dali? Nada. Apenas desejos escondidos, sonhos perdidos. Tudo fruto da imaginação. Continuou a caminhar, sem a cabeça levantar. As coisas não podiam continuar assim. Começou a chover. As pingas pela cara a escorrer, uma sensação de leveza se fez sentir. O cheiro da terra molhada banhou cada centímetro do seu ser. Resolveu correr. Sentir as gotas da chuva era tudo o que mais estava a precisar. Sentia-se renovada. Limpa. O coração dela parecia um tambor. Acalmou. Olhou em seu redor e... Qual não é o seu espanto, avistou alguém sentado no chão. Cantava uma canção. Parecia desnorteado. A letra falava dos seus amores e desamores. Aqueles versos eram-lhe tão familiares. Corria-lhe nas veias a sensação de já ter vivido aquele momento, talvez em um outro tempo, um déjà vu. A sensação era reconfortante. Aqueceu-lhe o coração naquela noite chovediça. Não pares de tocar, a chuva em nada está a incomodar, sinto-me flutuar. Disse Matilde, emocionada. As notas continuaram a soar e o seu sorriso começou a brilhar. Co-Autoria Diana Fonseca.

Comentários

  1. É uma honra para mim escrever estas palavras contigo.
    É tão fácil e tão interessante. É uma motivação para mim.
    Obrigada por alinhares comigo nesta aventura.
    Vamos ao próximo?

    Beijinhos, A Vida De Diana.

    ResponderEliminar
  2. Li por lá na Diana e deixo os aplausos às duas! bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. Aplaudo a doçura da vossa imaginação
    .
    { tema: "" Mãe, a mulher, ventre sagrado, que dá à luz, vida "" }
    .
    Deixando saudações poéticas.
    .

    ResponderEliminar
  4. Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  5. Olá, a ambas!

    Então, "Projeto Andreia e Diana", creio. Verdade?

    Um texto, que se lê bem e não parece que duas pessoas nele intervieram, todavia, de quando em vez, há prosa poética, que rima com frases pequenas, o que está na moda.

    Ainda bem que a personagem principal, Matilde, gostava de mudança e de sentir a vida, intensamente, até que uma música, lhe aqueceu o coração, numa noite de chuva. A letra falava de amor e aí, ela pensou nos seus, bem ou mal sucedidos. O sorriso reapareceu e o cenário e ela ficaram muito mais leves e felizes.

    Beijos pra ambas e bom domingo, pke o sábado tem sido "horribilis" (rs)

    ResponderEliminar
  6. Uma interligação interessante.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  7. Parabéns às duas pela iniciativa!
    Boa semana.
    bjs

    ResponderEliminar
  8. Passando para lhe desejar um feliz ano novo. De 1 de Janeiro a 31 de Dezembro, que sejam 365 dias de saúde alegria paz e amor.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares